sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Leões


Eu, com 9 anos (1963) , em Gago Coutinho, Angola.
Caçavam leões que atacavam gado e por vezes até a população quando estavam sozinhos nos campos a trabalhar. Este foi morto pelo meu pai, na altura administrador de concelho dos Bundas.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Família Pinhão


A minha avó no meio com o meu primo Eduardo ao colo e a minha tia Maria Emília.
( anos 30 )

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Família Pinhão




O meu pai com 10 meses, antes de ter a febre tifóide tinha cabelos encaracolados, depois ficou com ele liso.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Família Castro


A minha avó materna Maria do Carmo; a minha mãe Celestina, de vestido claro, é a mais velha das irmãs; a tia Ângela, irmã do meio e a tia Irene, a mais nova.
(anos 40)

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Casa em cima de pilares


A casa dos meus avós na Ilha era feita em cima de pilares, pois como estava muito perto do mar por vezes a água chegava lá, quando havia "calemas".

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Barco de pesca

Barco típico dos pescadores da Ilha de Luanda. Era escavado num tronco de árvore, a minha tia o meu pai e amigos.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Luanda


Campo de ténis da ilha, do lado esquerdo depois e sair da ponte. (anos 40).

Ponte que liga a cidade à ilha, desciam-se as escadinhas, a primeira casa era a dos meus avós.

Fortaleza, vista da casa dos meus avós. A praia onde aprendi a nadar.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Família Pinhão


O meu pai com um grupo de amigos. Jogavam ténis num campo ao pé da casa dos meus avós na ilha de Luanda, muito perto do restaurante Marissol. O meu pai é o que está de óculos ( anos 40).

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Família Castro


O meu avô materno, António Castro, com a minha mãe quando foram para Angola, nos anos 30.
Foram viver para Quinjenje.